CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

AGUARDEM O PRÓXIMO CONVIDADO

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Mídia e Violência


A cada dia nos deparamos com a nova maneira que a mídia vem divulgando certas notícias. Uma delas é o sensacionalismo. Deparamos diariamente com a violência na tv, no rádio, na mídia impressa. O que importa é vender a notícia!
Casos como o do casal Nardoni, da família Richthofen foram apenas exemplos de como o meio midiático vem discutindo tal assunto.

[A mídia] "quando se apropria, divulga, espetaculariza, sensacionaliza ou banaliza os atos de violência está atribuindo-lhes um sentido que, ao circularem socialmente, induzem práticas referidas à violência. Se a violência é linguagem – forma de comunicar algo -, a mídia ao reportar os atos de violência surge como ação amplificadora desta linguagem primeira, a da violência" (RONDELLI, E. Imagens da violência: práticas discursivas. Tempo Social, S.P, v. 10, n. 2. p. 145-157, out.1998).

A VIOLÊNCIA MIDIÁTICA ESTÁ AÍ E PRECISAMOS DEBATER SOBRE ISSO

QUANDO? Amanhã, 1º de junho de 2010, às 19h
ONDE? Auditório da Faculdade da Cidade do Salvador, Comércio

QUANTO? Gratuito

COMO? Inscrições pelo próprio blog, até amanhã às 16h. Vagas Limitadas

Obs.: É necessário que cheguem às 18h para a verifição do nome na lista. Lembrando que as vagas são limitadas

domingo, 23 de maio de 2010

PROGRAMAÇÃO

video

Dometila Garrido - 1ª jornalista mulher da Bahia

Moisés Bisesti - Rádio Cruzeiro e Tv Salvador

Deraldo Damasceno - Delegado Titular 5ª DP Subúrbio Ferroviário

Eduardo Andrade - Sociólogo

Celso Duran - Tv Itapoan

Mediador - Prof. Dr. Fernando Oliveira

Coordenação de Jornalismo

Faculdade da Cidade do Salvador

quarta-feira, 12 de maio de 2010

APRESENTAÇÃO




ENCONTRO - IMAGEM, MÍDIA & VIOLÊNCIA

Em sua primeira edição o Projeto Se Liga na Mídia promove o encontro com o tema: Imagem, mídia e violência.


Promovido pelos alunos do curso de Jornalismo da Faculdade da Cidade convidamos a comunidade acadêmica e a sociedade baiana para refletir e problematizar as diversas formas de manifestação da violência na contemporaneidade, sobretudo a violência ofertada à sociedade pelas imagens midiatizadas, pelas TVs, fotografias, vídeos e imagens computadorizadas.

O evento acontecerá no próximo dia 1º de Junho (Terça-Feira), às 19h, no Auditório da Faculdade da Cidade, terceiro andar do Edifício Nobre, Pça da Inglaterra, no bairro do Comércio. Reúne profissionais atuantes na Imprensa Baiana, nas TVs, no rádio e pesquisadores dos temas em questão, para refletir o problema da exposição da violência na mídia.

A mídia espetacularizada, as mazelas humanas ganham espaço na imprensa, a negatividade como maior forma de expressão. As opiniões que se formam no século XXI.

Falta de informação ou comodismo? O que nos leva a consumir tais produtos? De que forma a educação contribui ou não para o avanço da chamada mídia “vampiresca”?

Pensar como as imagens afetam e disseminam a realidade da violência pela exposição visual, pela violência simbólica das mercadorias-imagens, que agem, de um lado fingindo ser ela testemunha da violência exterior e ao mesmo tempo violando nossa visão.

O que fazer quando nossas vistas e nossas mentes ficam obsedadas pela midiatização da violência na contemporaneidade?

Produção: Alunos do Curso de Jornalismo
Supervisão: Prof.Dr. Fernando Oliveira
Coordenação do Curso de Jornalismo
Faculdade da Cidade do Salvador